10 Em Carreira/ Organização

Como tirar suas metas do papel

Em encontros com meus amigos, algumas conversas acabam chegando até o assunto “trabalho”. E é engraçado ver a curiosidade das pessoas quando eu conto um pouco do que eu faço.

O ponto mais interessante da conversa é quando elas ficam sabendo que eu criei uma empresa aos 19 anos. E é claro que elas tem interesse em saber sobre como eu obtive sucesso, mesmo sendo tão nova.

Eu entendo essa curiosidade, pois apesar do empreendedorismo estar ganhando cada vez mais força, ainda é bem raro ver pessoas de pouca idade tocando um negócio sozinha (mas isso está mudando!).

Metas

Talvez você esteja se perguntando se eu tenho algo em especial. E não, eu não tenho. No colégio nunca fui a nº1 da sala, não tenho nenhuma inteligência extraordinária e não venho de uma família com excelentes condições de vida. Na verdade, venho de origens simples. Mas, quando eu olho para trás e revejo a minha história, sabe o que eu percebo? Que eu nunca quis o que todo mundo queria. Meus amigos sempre estavam preocupados com as festas e seus relacionamentos complicados. Não que isso não seja importante também, mas não era a minha prioridade.

A primeira coisa que eu fiz, foi estabelecer metas que eu queria alcançar:

  • Queria ser reconhecida na área que escolhesse;

  • Queria ter um bom salário;

  • Queria trabalhar com o que eu gostava.

E isso aconteceu? Sim! Mas, não foi nada fácil. No ensino médio, enquanto todos da minha sala estavam voltando para suas casas depois das aulas, eu ainda ficava mais algumas horas no colégio trabalhando como bolsista. Mas, foi justamente essa bolsa que me deu a oportunidade de conseguir um ótimo emprego.

Eu ensinava Desenho Técnico 3D em aulas extras. E por ter essa oportunidade, fui aprendendo muito sobre aquela área e melhorando minhas técnicas.

E por causa do meu bom desempenho, eu consegui meu primeiro emprego, que naquela época, era o trabalho dos meus sonhos.

Por que estou te contando isso? Pois é mais ou menos assim que eu explico para os meus amigos como as coisas foram dando certo para mim. Em tudo que eu fazia, eu pensava em criar oportunidades para realizar os meus sonhos. Então, ao invés de pensar: “Ah, que saco! Vou ter ficar trabalhando mais algumas horas enquanto todo mundo está em casa“, eu pensava: “Que ótimo, estou aqui aprendendo mais“. Parece papo de gente “nerd”, mas não é. Quando o ensino médio terminou, todos da minha sala enfrentaram dificuldades para encontrar estágio, enquanto eu já tinha uma vaga.

 

Plantar para colher


Pense comigo, se certas coisas estão acontecendo na sua vida hoje, o que você plantou lá no passado para estar colhendo agora? E isso vale tanto para as coisas boas, quanto para as coisas ruins.

  • Aquele aumento de salário que você recebeu. Será que aquele curso que você investiu no começo do ano foi um fator para sua posição melhorar?

  • Se você está preocupada por não conseguir honrar a sua dívida no cartão de crédito esse mês, onde está a falha? Será que foi uma compra por impulso que fez você extrapolar o orçamento?

Quando você entende que cada decisão que você toma hoje, vai influenciar no dia de amanhã, você começa a calcular melhor seus movimentos, como se estivesse usando uma estratégia.

 

Pensar no amanhã


Se alguém te perguntasse onde você gostaria de estar daqui há 5 anos, você saberia responder?

Essa pergunta é bem clichê, eu sei. Porém, faz todo sentido quando estamos falando de estratégias.

Você precisa de uma estratégia para a sua vida. E você sabe o por quê? Fui até o dicionário e encontrei o melhor significado possível para essa resposta: “Estratégia: meios desenvolvidos para conseguir alguma coisa”. Via Dicio.

Você entende a força disso? Todos nós temos metas a alcançar e é isso que nos move. Afinal, quem iria ter coragem de levantar da cama todos os dias para ir trabalhar? O que acontece é que, nada adianta você ter todo esse trabalho, se você ainda não definiu qual é a sua estratégia. É como nadar, nadar e morrer na praia.

 

Plano de ação


Com certeza você já tem em mente diversas metas que você quer alcançar, mas enquanto elas permaneceram na sua mente, elas não possuem força alguma. No entanto, quando passamos para o papel, que aliás, é o primeiro passo de uma estratégia, começamos a dar força para essa meta.

Vamos chamar esse termo de “passar para o papel” de PLANO. Definitivamente você precisa de um plano!

Eu tenho um sistema que sempre funcionou para mim, e hoje vou dividi-lo com você.

Sempre que eu tenho uma meta em mente, eu desenvolvo um plano de ação. Pego um papel e começo a escrever exatamente o que eu quero. Em seguida, “quebro” a minha meta em pequenas partes. Isso me ajuda a entender melhor como chegar até o sucesso.

Ter clareza sobre o que você quer é fundamental.

Se você não conseguir baixar o Plano de Ação direto pela imagem, clique aqui.

Vou te dar um exemplo. Não me aprofundei nos detalhes, pois é apenas um exemplo para você entender como funciona e isso vai te dar uma ideia de como desenvolver o seu próprio plano.

Minha “meta exemplo” é uma viagem para a Europa.

META: #ProjetoEuropa

1º etapa: Pesquisar passeios e definir a duração da viagem.
2º etapa: Fazer diferentes orçamentos e simulações para ter uma noção inicial de custo total.
3º etapa: Começar a juntar dinheiro (meta de economizar X reais em Y meses).
4º etapa: Providenciar documentos necessários.
5º etapa: Planejar roteiros, definir gastos diários, transporte e etc.
6º etapa: Fechar a data da viagem.
7º etapa: Ir viajar.

O planejamento é esse, não tem como fugir dessas etapas. Claro que, podem haver mais etapas quando se fala de uma viagem para a Europa, mas esse é apenas um exemplo para você entender como um plano de ação funciona.

Essa é uma parte que dá bastante trabalho, mas é ela quem vai garantir o sucesso completo da sua meta. Não tenha preguiça de ser bem detalhista!

Quebre o seu plano no máximo de etapas que você conseguir e vá marcando cada etapa concluída.

Ver a sua meta se realizando aos poucos, é uma das melhores sensações da vida!


Use esse passo a passo quantas vezes quiser. Essa é a maneira mais simples que eu encontrei de simplificar etapas e conseguir tirar minhas metas do papel.

Me conta depois como foi essa experiência pra você!

Receba os conteúdos exclusivos
do Morando Sozinha no seu e-mail

Prometemos manter seu e-mail seguro, odiamos spam.

Você também pode gostar

10 Comentários

  • Resposta
    Mônica
    29/08/2016 em 19:57

    Adorei o post,
    essa Meta até parece a minha ir pra Europa
    estou me organizando com relação à minha nova loja
    e essa dica veio bem a calhar vou aplicar muito.
    Valeu a dica
    Bjoss

  • Resposta
    Elen Almeida
    29/07/2016 em 22:09

    Planejamento é tudo, porém utilizamos só algumas vezes em nossa vida, por que não tornar isso um hábito? Eu mesma estou focando no meu Tcc, lembro que fiz o projeto durante um semestre inteirinho, só para executar agora, isso é planejamento e ajudará muito agora na elaboração, depois vou focar no meu casamento, como vc disse uma coisa de cada vez rsrs, adorei seu post.

  • Resposta
    susany batista
    26/07/2016 em 17:34

    Aí caramba, que post incrível. Agora tenho uma luz no fim do túnel para gerenciar melhor minhas metas. Obrigada Fran, faz mais posts nesse estilo. Bjs

  • Resposta
    Bia
    26/07/2016 em 17:10

    Olá Fran!
    Esse post veio na hora certa adorei o vídeo e as dicas também! A ideia de quebrar a sua meta em diversas partes é ótima.
    Muito sucesso, você é muito inspiradora 🙂
    Bjs ;*

  • Resposta
    Beatriz
    26/07/2016 em 11:02

    Oi Fran! Adorei seu post e concordo plenamente com tudo! Tenho tentado fazer isso de ”dividir” minha meta rsrs
    Gostaria muito de ter o arquivo do seu plano de ação. Mas quando baixo, dá como arquivo inválido =(
    Teria como resolver isso? Porque já tentei de diversas maneiras e não consigo!

    Obrigada e sucesso sempre!
    Bjs :*

    • Resposta
      Franciele
      26/07/2016 em 14:32

      Oi Bia, o arquivo está abrindo normalmente. Talvez seja algo no seu computador… O formato é PDF. Bjs

  • Resposta
    Renata
    25/07/2016 em 21:58

    Adorei suas dicas! Muito obrigada!
    Faço mestrado e recebo bolsa, então ando trabalhando sem definir estratégias para as minhas metas já que o valor que recebo é muito baixo e me faz pensar que nunca vai dar para mais do que as contas. Suas palavras me deram novo ânimo! Vou desde já desenvolver um plano de ação! =)

  • Resposta
    Ana
    25/07/2016 em 20:27

    Fran acabei de ve o video também . Essa dica de escolher uma meta só é valiosa , mas estou numa encrusilhada rsrs

    Esse ano me formo no ensino medio e preciso escolher uma carreira .Não tenho certeza do que quero , talvez moda ( se for moda , ja fiz vestibular e consegui uma nota para o curso já ) , mass eu também tenho o sonho de ser blogueira , enrolo há anos para começar e ñ consigo , sempre acontece alguma coisa 🙁
    Mas não posso parar de estudar e me dedicar para blog pq é uma coisa que eu não tenho certeza 😐

  • Resposta
    Hellê
    25/07/2016 em 15:10

    Estava precisando ler esse post. Sabe quando você se vê num labirinto sem fim e parece que você nunca vai encontrar a saída? Mas no fim sempre há uma saída, a gente precisa é ser objetivo, sentar, colocar no papel mesmo e definir como vai chegar lá, mas é muito difícil começar. Excelente artigo.

  • Resposta
    Laís de Souza
    25/07/2016 em 09:50

    Começar a semana com um conteúdo desse: SENSACIONAL!
    Obrigada Fran! Gostamos muito de postagens assim!

  • Deixe uma resposta