25 Em Morando Sozinha/ Organização

Manual da mudança organizada

manual-da-mudança-organizada-01

Estava muito ansiosa para escrever esse post, mas resolvi esperar até o final da minha mudança (que para mim seria quando todas as caixas já estivessem no lugar) para escrever um post ~ vida real ~ contando minhas experiências para vocês. Mudança da trabalho, isso é fato. Mas existem vários macetes que a gente pode usar a nosso favor que facilitam a nossa vida. Com a minha mudança eu acabei adquirindo experiências e vendo o que realmente funciona ou não, e vou contar tudinho agora. Preparadas para mais um giga post?

Por onde começar?

Comece pelo desapego. Antes de começar a encaixotar as coisas, primeiro faça aquela limpeza geral. Pois com o tempo acabamos acumulando muitas coisas desnecessárias e levar tudo isso para sua casa nova não faz sentido nenhum. Eu costumo fazer essa “faxina geral” de tempos e tempos e é sempre muito bom. A casa fica mais leve e para começar a sua vida na casa nova com o pé direito, isso faz todo sentido né?

Depois de promover o desapego, é hora de começar a guardar as coisas. Não existe um tempo exato para você começar, tudo vai depender da sua rotina. Mas é bem interessante que você comece com um bom prazo antes do dia oficial da sua mudança. Pois assim tudo é feito com calma e evita o stress e cansaço que a mudança por si só já causa.

O que vem primeiro?

A grande dúvida é sempre o que começar guardar primeiro, já que rola o medo de guardar algo e depois precisar. Eu comecei a organizar minha mudança assim: depois de estar com a data certa para me mudar, comecei a organizar tudo com uma semana de antecedência. Comecei guardando aquelas coisas que ficavam lá no fundinho do armário e que eu usava raramente. E essas caixas eu já ia fechando, pois sabia que a chance de precisar delas no prazo de uma semana era bem pequeno. Alguns dias depois eu comecei a guardar os itens de decoração e faltando dois dias para a mudança parti para os itens do dia a dia como sapatos, bolsas e roupas. Como a mudança ocupou todo o meu tempo durante aquela semana, eu guardei primeiro os vestidos de festa, sapatos de salto e deixei por último dois pares de sapatilhas e algumas peças de roupas mais confortáveis. Ah, e a caixa de roupas eu deixei para fechar só no dia da mudança mesmo.

Os meus produtos de beleza, cremes e maquiagens eu não guardem em caixas. Eu peguei várias bolsas (essas bolsas que a gente usa para sair mesmo) e coloquei tudo dentro delas, pois assim eu mesma podia trazer com segurança para o apê. Eu não fiquei com medo de alguma coisa entornar na bolsa, pois me lembrei dessa dica da minha amiga linda, Bia (bjokas, ajudou muito <3) e não teve erro.

Também não se esqueça de que quanto menos você misturar as coisas dentro das caixas, melhor. Tente manter as coisas separadas por ambientes. Claro que quando você estiver terminando de guardar todas as suas coisas, não tem jeito. Sempre vai ter uma caixa ou mais com um “mix” de coisas. Mas nesse caso, é legal que você identifique todo o conteúdo da caixa minuciosamente (vou falar sobre isso mais abaixo).

Onde guardar?

A minha salvação foi mamis, que descolou várias caixas para mim. Ela me falou que conseguiu várias pedindo a um amigo que trabalha na farmácia (aeee), mas ela falou que se você perguntar em lojas de móveis e eletrodomésticos eles também tem. O que é até melhor do que pedir em supermercados, por não precisar correr o risco da caixa ter cheiro ou resíduos de algum produto. Se você não tem tempo para procurar ou pedir caixas, você também pode comprá-las. Procure saber se na sua cidade existe algum fabricante de caixas, pois eles possuem de variados tamanhos.

Agora lá vai uma dica que me ajudou muito a poupar espaço nas caixas. Como roupas de cama, travesseiros e toalhas ocupam muito espaço, uma boa ideia é guardá-los em sacos! Sabe aqueles sacos pretos resistentes? Então, funciona super. E se você acha que algum saco ficou muito pesado e corre o risco de rasgar durante o transporte, é só reforçar com mais um saco e pronto!

Também não se esqueça de ter cuidado com coisas pequenas (parafusos, enfeites…). Nesse caso junte tudo dentro de uma sacola ou plástico transparente. E se a sua mudança possuir uma distância considerável, vale a pena redobrar o cuidado com os objetos frágeis. Ao invés de revestir objetos de vidros ou de material frágil com apenas com jornal, escolha o plástico bolha.

Identificação das caixas

Essa é a dica que mais salva vidas. No texto onde eu contei sobre a minha primeira noite morando sozinha, comentei que consegui organizar a minha mudança direitinho e isso ajudou muito na hora de localizar os objetos que eu precisava (menos coisas miúdas, tipo uma caneta, hahaha). E pode parecer uma coisa chata de fazer, mas na hora que você olhar para um monte de caixas e precisar “daquela coisa”, você vai dar três pulinhos de alegria por ter perdido alguns minutos identificando as caixas.

manual-da-mudança-organizada-02

Eu fiz isso para todas as minhas caixas, e uma coisa eu já adianto: quanto mais detalhista você for, melhor para você. Nas caixas que possuíam coisas frágeis, eu também colocava uma sinalização de cor diferente para o pessoal que eu contratei ter um pouco mais de cautela na hora de carregar. E por último, coloquei simbolicamente uma observação sobre o peso da caixa. Pois já aconteceu de você pegar uma caixa achando que estava leve, mas na verdade estava super pesada? Hahaha, mancada na certa. Então para evitar isso, uma anotação já ajuda.

Agora uma outra dica que fica a seu critério ou não fazer. Reparem que no cantinho inferior direito tem uma bolinha dourada (refletiu na foto). Essa foi uma outra identificação que eu usei nas caixas. Eu usei aquelas bolinhas adesivas (que da para encontrar em papelaria mesmo), mas você pode fazer a bolinha com uma caneta colorida, isso não vem ao caso. Na minha mudança eu usei duas bolinhas de cores diferentes, uma dourada e uma pink. A dourada eu usava para identificar as caixas com menor prioridade e que eu não precisaria abrir tão cedo (ex: caixa de revistas). Já a pink, eu usava para as caixas com maior importância (ex: roupas e mantimentos) e isso ajudou bastante também, pois eu já batia o olho na caixa e mesmo sem saber o que tinha dentro, eu já sabia que poderia abrir pois era importante.

Mudança de endereço

Essa é uma coisa que você deve agilizar assim quando o seu imóvel já estiver ok. Localize todas as suas contas e possíveis remetentes e entre em contato para fazer a alteração de endereço, transferência ou cancelamento de serviços. Eu já ouvi falar que existe um serviço dos Correios para alteração de endereços, mas até agora não sei como funciona para falar com mais detalhes para vocês.

Para levar na bolsa

Algumas coisas importantes você não pode guardar em caixas de jeito nenhum. Documentos e remédios devem ser a sua primeira preocupação. Depois pense em coisas que você talvez possa precisar. Já adianto: coloque uma caneta! Hahaha. Para facilitar, você também pode usar uma mochila e lá colocar peças de roupas e itens para banho.

Na minha bolsa eu levei (que eu me lembre que ajudou): tesoura, lanterna, lentes de contato, pacotinhos de biscoito, chinelo e itens de higiene pessoal.

manual-da-mudança-organizada-03

Transporte

O dinheiro mais bem gasto na minha mudança foi o de ter contratado um profissional para fazer tudo por mim. Eu não conhecia ninguém, então resolvi procurar na internet mesmo e encontrei uma pessoa que trabalha só com isso (mudança e carretos). Eles chegaram pontualmente, desceram e subiram as escadas com todas as caixas, desmontaram e montaram os meus móveis e tudo muito rápido. Eu não tive preocupação nenhuma quanto a isso. Valeu cada centavo. E lembre de perguntar se eles possuem mantas para proteger os móveis e eletrodomésticos de arranhões. Geralmente eles possuem, mas vale a pena checar.

Outra coisa que você tem que lembrar é avisar no seu condomínio sobre a sua mudança. No meu prédio eu avisei o porteiro e ai ele cobriu todo o elevador com uma capa de proteção especial e ainda orientou o pessoal da mudança. Também é necessário verificar na sua rua se há disponibilidade de vagas para estacionar veículos e também se pode parar caminhões para carga e descarga.

Minha mãe sempre falava sobre isso e até pesquisei para saber se era verdade mesmo ou mito. Mas é verdade. Então espere cerca de 2 horas após a mudança para ligar a sua geladeira. Eu não sei dar a explicação técnica, mas é algo que envolve motor e óleo. E assim você não compromete o funcionamento. O mesmo vale para quando sua geladeira novinha chega da loja, ta? #guentacoração

O fim

E finalmente chegamos ao fim da mudança. Depois de tudo isso o que fica é só você, aquele monte de caixas e o cheirinho de casa nova. É nessa hora que você pode se aborrecer por não ter organizado tudo com calma ou pode estar relax, porém louca para guardar tudo. Eu me encaixei na segunda opção.

Espero ter ajudado vocês!

Receba os conteúdos exclusivos
do Morando Sozinha no seu e-mail

Prometemos manter seu e-mail seguro, odiamos spam.

Você também pode gostar

25 Comentários

  • Resposta
    Ana Carolina
    05/05/2014 em 16:28

    Oi Fran,adorei esse post, logo logo estarei de mudança
    e essas dicas foram tiro e queda, vai me ajudar muito,
    acho que já vou procurar as caixas e começar a organizar
    as coisas menos utilizadas, começar com antecedência…

    Beijos da Ana
    http://moca-bonitaa.blogspot.com.br/

  • Resposta
    nathali
    05/05/2014 em 16:39

    adorei!

  • Resposta
    Bianca
    05/05/2014 em 17:34

    Nunca me mudei sozinha, hoje moro sozinha, mas a última vez que mudei foi minha mãe que fez tudo! Não tenho nem idéia de por onde começar! Mas adorei as dicas, sempre bom agente pegar informações, excperiências, para quando precisar! Bjokas Blog ReXpiro Estilo

  • Resposta
    Dani Otoni
    05/05/2014 em 17:38

    Adorei. vai me ajudar muito.
    http://foxnater.blogspot.com.br/

  • Resposta
    Geisyane
    05/05/2014 em 17:51

    Nossa, eu vou mudar em breve e já estou agoniada rsrs

  • Resposta
    Raira
    05/05/2014 em 17:58

    Que post bacana Fran!! Estou me programando pra me mudar também, e seu post me deu uma beeeeela noção de organização!! Obrigada 🙂

  • Resposta
    Daniele
    05/05/2014 em 18:13

    Que dicas ótimas! quando me mudei identifiquei as caixas, so que acabava abrindo outras do mesmo tipo, pq nao achava o que queria, amei a ideia de identificação de importação ia me ajudar 🙂

    beijos

    Blog Dani News

  • Resposta
    Joana
    05/05/2014 em 21:39

    Nossa Fran!Adorei as dicas, um dia quando for morar sozinha, vou seguir todas as suas dicas. Pretendo se possível se lembrar de colocar plaquinhas identificando cada comodo hihi Bjos :B

  • Resposta
    Rita
    05/05/2014 em 23:37

    Olá Fran, passei por uma mudança há um ano. E tbém tive essa idéia de identificar as cxs, ajuda e muuuuito. O difícil é ter que conviver com as cxs pela casa… até os móveis novos ficarem prontos! Que no meu caso levou quase 45 dias!Confesso que não foi nada fácil…rs.
    Adorei sua matéria é ótima, bem completinha! Acompanho o seu blog e admiro o cuidado e o carinho que vc tem em publicar suas matérias e os vídeos!! Isso faz toda diferença! Parabéns!! Quando puder visite o meu!
    http://criandoonossoespaco.blogspot.com.br/
    Bjo Ritinha

  • Resposta
    Valquiria
    06/05/2014 em 08:35

    Post perfeito Fran! Quando me mudei fiz quase igual a vc, mas não com tantos detalhes! Vc tem uma percepção incrível para detalhes: ótimas dicas e vou segui-las da próxima vez!

    Bjs Flor!

  • Resposta
    Jéssica Stremel
    06/05/2014 em 09:05

    Olá…
    Passei por isso em fevereiro, mas no meu caso era um apto de 70m², e mudança de cidade. Achei as dicas super válidas, e por experiencia de 3ª mudança, todas as dicas funcionam realmente. Mas nesta ultima mudança contratei uma empresa que fez tudo por mim (preferi, por ser uma viagem mais longa pras mudanças), tudo mesmo, tiraram tudo dos armarios, encaixotaram, e identificaram. Até as minhas xícaras foram em plásticos bolha.
    E não enrole pra mostrar o apartamento pra nós, e eu ainda tenho caixa de mudanças até hoje, mas por causa de reforma junto.
    Bjks
    Jeh

  • Resposta
    Iris
    06/05/2014 em 09:40

    Já salvei esse post na minha pasta para quando for morar sozinha. Muito obrigada e um grande beijo

  • Resposta
    Karina
    06/05/2014 em 15:47

    Já fiz cinco mudanças, em 4 anos hehe. Em cada uma delas fui aprendendo coisas novas para melhorar sempre. Suas dicas são muuito valiosas mesmo. Beijão 🙂

  • Resposta
    Joesa
    06/05/2014 em 21:12

    Fran, já te disse que teu blog é o melhor de todos? Quanto cuidado em cada palavra que escreves, detalhes super esclarecidos, nossa é incrível!
    Obrigada, linda. Felicidades na casinha nova!

    • Resposta
      Franciele
      07/05/2014 em 00:14

      Obrigada pelo carinho lindona!
      Bjs

  • Resposta
    Laís
    20/05/2014 em 09:41

    Oi Fran! Primeiramente adorei o seu blog, é muito bom saber que você mora em JF pois moro na mesma cidade e por coincidência estou de mudança e estou louca atrás de alguém que faça carreto (desmontar e montar), por acaso tem como você me passar o contato da pessoa que fez isso por você? Obrigada, beijos!

    • Resposta
      Franciele
      22/05/2014 em 09:42

      Oi Laís, posso sim. É o Cristiano: (32) 8802-5762.
      Bjs

  • Resposta
    SONIA MARIA DIAS DA ROCHA
    24/06/2014 em 20:26

    OBRIGADA PELAS INFORMAÇOÊS.Agora só mudar.Sem estress.bjos

  • Resposta
    Alessandra Cardim
    21/11/2014 em 14:56

    Olá, Fran
    Amei as dicas.Super obrigada,bjos

  • Resposta
    Lúcia Pinheiro
    23/12/2014 em 14:18

    Adorei as dicas estão sendo valiosas, estou no meio desse processo… complica um pouco pq temos crianças e esse “desapego” durante as férias é complicado…
    Bjocas

  • Resposta
    Suiany
    29/12/2014 em 17:08

    Oi Fran!

    Estou para me mudar no início do ano e seus posts estão sendo mais que valiosos. Obrigadaaaa !!!

  • Resposta
    Tatiana Florentino
    24/02/2015 em 20:40

    Amei as dicas vou fazer 😉 bjs

  • Resposta
    Simone Ferreira
    01/07/2015 em 17:27

    depois de muito tempo sem vir aqui, voltei*-_*
    haha. caramba, esse manual vai ajudar pra caramba! eu tenho 3 bolsas dessas, de festa. e e eu não tenho
    mochilas, mais tenho duas bolsas grandes. olha, eu tenho muiiiiiiitas bolsas e eu tenho também uma difilcudade muito grande de me desapegar! e sobre
    alguns móveis? vou levar meu pc, que é de mesa, esse de onde eu to escrevendo. e eu tenho tipo, um tipo um tambor, balde, sei la! um lugar aonde eu
    guardo minhas bolsas, e ele é muuuuito enfeitado, e os enfeites tão quase caindo haaha, eu tenho isso aqui desde 2012! haaha. nesse caso, como
    proceder? e olha, eu indiquei esse blog pra uma amiga a um bom tempo, uns 2 meses! e ela me falou que está adorando e que ela esta tendo o mesmo
    pensamento de quando eu cheguei aqui, que vc é uma pessoa muito fofa e divertida! hahaa. antes de ir.. eu cheguei aqui no final de 2013: e não sabia
    muito, para mim era so um blog pra me ajudar com dicas assim. mais só foi agora, em 2015, que realmente eu virei leitora mesmo: srss: kkk seu blog ja
    entrou nos meus favoritoos&&bjooos!

  • Resposta
    KATIA CESCON
    11/05/2016 em 13:32

    Fran,

    Help.. Estou mudando para um ap menor… como é difícil o desapego de coisas com valor sentimental… AFF

    Alguma formula?
    Vc desapega quando adquiri outro ou desapega desapega mesmo…

    beijos!!!

    • Resposta
      Franciele
      11/05/2016 em 13:39

      Eu já sou desapegada por natureza, mas é uma coisa minha mesmo. Acho que não tem fórmula, é vc mesma colocar na balança o que vale ou não ficar guardando. Eu me sinto mal se acumulo alguma coisa ou se guardo coisas que não dou conta de usar. Se eu compro uma bolsa nova, por exemplo, não fico guardando a outra, vou e desapego, pois sei que não vou dar conta de usar todas. E assim vou fazendo com todo o resto 🙂

    Deixe uma resposta