18 Em Morando Sozinha

O que muda quando você se torna independente

O que muda quando você se torna independente

(Imagem: via)

Quando eu era mais nova, tipo uns 15 anos, sempre ficava imaginando como seria ser independente e dona do meu próprio nariz.

Meu primeiro grande plano para quando esse momento chegasse, era poder ver televisão até tarde, pois minha mãe nunca deixava. O segundo plano era parar de levantar tão cedo. 6h30 da manhã? OMG, PAREM!

Passaram-se alguns anos e com 18 fui morar sozinha. Finalmente a tão sonhada vida independente começou (e superou minhas expectativas).

Eu, particularmente, acho muito legal ser independente e também tive que lutar bastante para ter a minha. Comecei a trabalhar com 16 anos, era monitora no colégio e já ganhava minha graninha. Quando me formei no curso técnico, já encarei o mercado de trabalho, entrei logo na faculdade e isso possibilitou minha “carta de alforria” hahaha.

Muitas pessoas reclamam da vida de adulto, já eu não. Eu amo! Não queria voltar a ser criança de jeito nenhum. Amo minha vida, amo ter responsabilidades, amo trabalhar, ganhar dinheiro, comprar coisas com esse dinheiro e fazer planos. Essa sou eu.

A vida quando você conquista sua independência fica muito mais legal. Você escolhe onde ir, o que vestir, seus horários e sua rotina. Falando de mim, o relacionamento com meus pais ficou mil vezes melhor e eles já não pegam mais no meu pé como antes. Mas você acredita que todas as coisas que eles viviam repetindo na minha cabeça de alguma forma foram boas para mim? Desde o “apague a luz quando sair de um cômodo” até “vai dormir que já está tarde”, valeram a pena.

O caminho que você segue depois que se torna independente depende exclusivamente de você. São raros os momentos que fico assistindo TV até tarde, me sinto até ~ rebelde ~ quando faço isso, pois sei que vai me prejudicar no dia seguinte e vou acordar mal. Então sempre vou dormir cedo, pois preciso das minhas horas de sono completas para acordar bem no dia seguinte. Também acordo cedo (olha só!), por volta das 6:30h – 7:00h. Não, isso não mudou. Acordar cedo me faz bem e meu dia rende muito mais. Claro que só fui descobrir isso depois de grandinha, quando era criança era uma tortura mesmo.

O que eu acho curioso nesses fatos é que por mais que eu tentasse fugir das regras dos meus pais, eu acabei voltando para elas, perceberam? Esse monte de “não faz isso”, “não pode isso” que eles ficavam repetindo infinitamente, só me ajudaram e ajudam até hoje. Clichê, mas aquela frase – “Bem que meu pai falou…” – é pura verdade. É melhor aceitar de uma vez.

Participe da #GIRLGANG

Receba no seu e-mail conteúdos incríveis sobre finanças, organização e carreira. Basta se inscrever logo abaixo ↓

Não se preocupe, odiamos spam. Prometemos manter seu e-mail seguro. Powered by ConvertKit

Você também pode gostar

18 Comentários

  • Resposta
    PRISCILA
    24/02/2016 em 12:57

    Boa tarde Fran, tudo bem?

    tenho 24 anos, moro com meus pais e tenho uma vida independente mesmo morando com eles.
    trabalho o dia inteiro,tenho meus horários e estudo na parte da noite, pago minhas contas e só vejo eles fim de semana nem parece que moramos juntos rs e quando eu era mais nova achava que ser independente era ir mora sozinha ter minhas coisas e hj eu vejo que não é necessariamente nesta mesma ordem entende?
    Logico que tenho meus planos que ter minha própria casa, fazer tudo do meu jeito, poderia tbm pagar aluguel mas como pago a faculdade não tenho bolsa de estudos não vejo vantagem em sair da casa dos meus pais agora e eles tbm não se incomodam com isso.

    está a um poco da minha experiencia.
    Beijo :*

    • Resposta
      Franciele
      24/02/2016 em 14:51

      Que legal Pri, obrigada por compartilhar. Quando a gente vai ficando mais adulta, a liberdade e independência vem de uma forma natural mesmo. Mas com certeza não dá para comparar morar com os pais e morar sozinha, juro. É uma realidade bem diferente e você acaba vivendo coisas que te fazem amadurecer ainda mais, pois é uma outra etapa da vida.
      Bjs

  • Resposta
    O Fabuloso Destino De Maria Amélia
    24/02/2016 em 13:22

    Olá!
    Eu adoro ser independente, sinto que os meus dias são muito maiores e rendem muito mais.
    E sempre tenho as coisas do meu jeito! 🙂
    Beijinhos
    http://www.ofabulosodestinodemariaamelia.pt/

  • Resposta
    susany oliveira
    24/02/2016 em 13:26

    Eu tbm costuma pensar que tudo seria mais facil quando eu fosse independente, que eu iria acordar a hora que eu queria, ninguém iria reclamar da bagunça rsrs, mas quando a gente ta vivendo a realidade é outra historia, temos responsabilidades entao a vida boa fica para depois. Acordo todo dia 6:20 para se arrumar para a faculdade e so paro bem tarde da noite. Agradeço por todos os ensinamentos que meus pais me deram, me ajuda bastante. Meu relacionamento com eles e a minha irma melhorou depois que eu sai de casa, eles agora me veem como uma pessoa independente e adulta sabe.

  • Resposta
    Nayara
    24/02/2016 em 13:29

    Pura verdade! Melhor aceitar logo de uma vez tudo o que os pais orientam!! Uma coisa que hoje faz muito sentido para mim é que quando morava com meus pais e saia com os amigos, eles sempre perguntavam: “onde e com quem você vai e que horas vc volta?”, isso irritava muito!! Depois de ir morar sozinha descobri que sim, alguém precisa saber dos meus passos por uma mera questão de segurança, e nada mais!!!! Então, comecei a mandar mensagens, seja para minha mãe ou namorado, avisando onde vou e quando eu volto aviso também! rsrsrsrsrsrsr
    Bjos Fran!!!

  • Resposta
    Ana Elisa
    24/02/2016 em 14:17

    Fran, que texto gostoso de se ler e muito transparente.
    A pura verdade. As responsabilidades dos nossos pais, que antes não víamos
    durante a infância e a adolescência, aparecem para a gente também quando
    atingimos a maturidade e assumimos os compromissos de uma vida adulta.
    E é verdade isso de “bem que minha mãe falou…”, e a gente aprende na prática rs
    Beijos.

  • Resposta
    Avohanne Araújo
    24/02/2016 em 15:45

    Adorei ler este texto, porque ele representa o atual momento em que vivo. Passei em processo seletivo em outra cidade, distante da minha, e optei por morar sozinha na cidade onde trabalho. Está sendo ótimo porque, como você mesma mencionou no texto, a gente cria nossa própria rotina e a sensação de independência é incrível.

  • Resposta
    Isabela
    25/02/2016 em 07:50

    Ótimo texto!
    Eu tb adoro ser independente!
    Me mudei pra JF pra fazer faculdade e achei uma delícia ter minhas responsabilidades, cuidar dos meus horários, do meu dinheiro… Sempre repito que por mais que eu tenha que economizar, às vezes até fechar o mês com as contas apertadas (mas nunca no vermelho!!), eu gosto muito dessa vida! A gente aprende muita coisa que só dá pra aprender sozinha mesmo. Rs… Ah, e como é bom viver aprendendo… =D
    Bjos.

  • Resposta
    Wagner
    26/02/2016 em 15:34

    Nao vejo a hora de morar sozinho, ter o próprio espaço, a independência!
    ótimo post! Parabéns!

  • Resposta
    Adriana Silva
    27/02/2016 em 14:52

    Olá, acho que os nossos “pais” tem sempre razão, pelo menos na questão da nossa saude.
    Quando eles gostam mesmo de nós eles só querem o nosso bem, e muitas vezes só damos conta quando perdemos, ou quando algo na nossa vida mudifica bastante.
    Morar sozinho pode ser bom mas acho que sempre vai bater por momentos aquela saudade, e no inicio custa muito mais. Eu estive sozinha apenas 2 semanas, e no inicio custou imenso, eu sou muito agarrada a minha mãe hoje em dia, quase no final já foi mais fácil, ou foi de saber que eles já vinham, eu não sei ahah.
    Mas eu não me vejo a morar sozinha nunca, gosto sempre de ter uma boa companhia.
    Beijinhos <3

  • Resposta
    Tati Bertucci
    27/02/2016 em 17:02

    E é por isso que os ensinamentos sempre se repetem né? Todo pai e toda mãe são iguais e todos os filhos são iguais também: reclamam, mas depois entendem tudo quando adultos! hahahaha
    Adorei o post, é bom pra quem é adolescente agora.
    Beijos,
    Tati ✦ Quero Ir

  • Resposta
    Francisca
    28/02/2016 em 23:41

    Garota, você conquista! Fran, seu blog me surpreendeu com seu capricho ao fazer as coisas me mostrou ainda mais que posso ter minha casa do jeitinho que imagino! Quero agradecer por essa motivação que você me passou e HIPER parabenizar por sua casa, por seu trabalho, por esse toque meigo e mágico que você dá nas coisas que faz e por tudo kkk. Você é uma inspiração, guria. Arrasou!

  • Resposta
    Larissa Santos
    29/02/2016 em 17:53

    É bem assim mesmo, eu sempre reclamava de acordar cedo para ir á escola, agora meu dia rende bem mais quando acordo cedo! Estou passando essa fase agora de “responsabilidades e ter vida de adulta” tudo muda quando resolvemos morar sozinha, mesmo estando uma loucura é a melhor fase da minha vida.
    Ha Fran, você curtiu uma foto que tirei do seu livro no insta ontem e fiquei super feliz !
    Bjos <3

    http://geekinsana.blogspot.com/

  • Resposta
    Larissa Sauane
    12/03/2016 em 23:40

    Nossa Fran.. que texto real!!

    Morava com a minha mãe, mesmo sendo independente, e agora que moro sozinha, me identifico em todas as circunstâncias que vocÊ citou.

    Parabéns pelo trabalho!

  • Resposta
    Ná Blézins
    13/03/2016 em 10:34

    Ótimo texto Fran! Ser independente trás muitos desafios e muitas descobertas ao mesmo tempo. Só assim pra percebermos que nossos pais tinham razão em quase tudo que diziam.
    eunaosoutodomundo.wordpress.com

  • Resposta
    diena sousa
    09/05/2016 em 17:21

    Nossa que delicia ler seus textos. tenho 19 anos e já estou planejando meu chá de casa de nova, quero dizer, não é bem uma casa e sim um quartinho, mas vai ser meu cantinho. muito ansiosa para morar sozinha, mas to com aquele friozinho na barriga.

  • Resposta
    Nah
    25/07/2016 em 13:12

    Ei Fran,
    Tenho 21 anos, e sempre acompanho você desde quando começou, sou fã e adoro suas dicas, e sempre desde que comecei a trabalhar(com 18 anos) tenho vontade de morar sozinha, sou apaixonada em decoração e administrar a minha vida sozinha, hoje moro com minha mãe e meu padrasto mas já estou me preparando para morar sozinha, mas como é uma experiência nova bate aquela insegurança rs… A principio eu vinha procurando uma quitinete que pudesse ter um pouco mais de espaço, mas aqui onde eu moro o aluguel está um pouco pesado e na procura acabei encontrando um lugarzinho bem legal para morar, de 4 cômodos pequenos , estou seguindo todas as suas dicas no canal, revendo posts antigos, e atuais dos blogs, e redes. E sonho ser blogueira como você, admiro muito seu trabalho, e por acompanhar seu crescimento vejo como inspiração <3 Espero poder contar mais com suas dicas. aaah amo ler os seus textos eles nos motivam muito. Beijooos :*

  • Deixe uma resposta