30 Em -

Abrindo seu próprio negócio | parte 2

abrindo o próprio negócio - 03

Na primeira parte desse post contei um pouco da minha história e também sobre os primeiros passos para quem quer empreender. Hoje vamos falar mais a fundo sobre mais algumas etapas.

Plano de negócios

Antes de tomar qualquer decisão você precisa ter um planejamento. Planejar diminui as chances de erros e quando falamos de uma empresa isso se torna ainda mais importante.

Quando você decide abrir algo seu, você vai estar investindo recursos valiosos como tempo e dinheiro, e para que esse investimento não seja em vão é que existe o plano de negócios.

Basicamente o plano de negócios é um planejamento bem completo que irá te proporcionar uma boa visão do seu negócio. Nele há estudos de viabilidade, estudo do mercado e estudo de investimentos.

Hoje há inúmeros materiais espalhados na internet e livros que falam mais detalhadamente sobre o assunto. É só dar um google que você estará a um passo de descobrir tudo isso.

abrindo o próprio negócio - 02

Estabilidade

Desde o começo eu sabia que empreender era um risco, principalmente para mim que até então trabalhava em uma empresa com carteira assinada e tudo mais.

Sejamos realistas: as contas estão ai. E elas não vão esperar até que seu negócio esteja bombando, elas vão continuar vindo se as coisas estiverem bem ou mal. E na minha cabeça era isso que mais me incomodava.

Veja bem, quando eu decidi abrir o meu próprio negócio havia muito em jogo. Eu estava saindo de uma situação estável para entrar em algo com um risco bem alto. Sem falar que nessa época eu já morava sozinha, então tinha aluguel e contas para pagar.

Esse assunto me tirou algumas noites de sono, até que eu percebi que mesmo assim precisava arriscar. Mas em contrapartida eu também tinha contas e responsabilidades, e por isso precisava ter o pé no chão e arriscar da forma certa. Foi assim que eu bolei um plano.

Era mais ou menos Agosto de 2012 e eu já tinha certeza do que queria. Por isso, durante quatro meses economizei uma grana que era suficiente para pagar três meses de aluguel e as minhas contas. E nesse tempo eu poderia me dedicar aos meus projetos e ver no que ia dar. E foi o que eu fiz.

Em Dezembro de 2012 pedi demissão e em Janeiro de 2013 já estava oficialmente trabalhando com o blog. Naquela época os rendimentos que ele me trazia já eram iguais ao meu salário e isso me dedicando apenas poucas horas por dia. Então eu sabia que se eu tivesse mais tempo para me dedicar ele cresceria ainda mais e teria mais visibilidade para as marcas. E para minha sorte foi o que aconteceu.

Hoje quando tenho a oportunidade de contar essa história para alguém vejo o quanto eu tinha a perder, mas mesmo assim acreditei muito no meu sonho e ele se realizou. Parece arriscado, mas no fundo não era tanto assim. Não foi algo feito sem pensar. Na verdade eu pensei muito! E foi por causa de pensar tanto e bolar um plano que acabou dando certo.

O que eu quero dizer com o meu exemplo é que empreender é um risco. Se você também está passando por uma situação parecida com a minha e se sente entre a cruz e a espada ou melhor, entre o incerto e a estabilidade, saiba que isso é completamente normal. Mas antes de se jogar de cabeça nos seus projetos, planeje muito e acerte sua vida. Pois não adianta largar tudo e achar que de um dia para o outro seu negócio irá bombar. Na verdade pode até acontecer, mas é muito raro. Todas as pessoas que eu conheço que decidiram entrar no mundo empreendedor seja para ter uma loja, oferecer um serviço ou desenvolver um produto, dizem que o começo é sempre bem difícil. E digo isso não para te desanimar, mas sim para te alertar. Pois empreender é um risco e um desafio diário.

Você está preparada para isso?

abrindo o próprio negócio - 01

Como se tornar uma empresa?

Para quem ainda não sabe o blog hoje é uma empresa, tem contadora, paga impostos, trabalha com contrato, emite nota fiscal e etc. Quando eu comecei nunca imaginei que as coisas tomariam essa proporção, mas por causa da demanda eu tive que oficializar as coisas.

Se você tem um micro negócio, você pode optar pelo MEI (Microempreendedor Individual), que é uma forma da pessoa que trabalha por conta própria se oficializar como empresário. O MEI tem algumas restrições, como por exemplo, ter uma faturamento até R$60.000 ano ou até R$5.000 por mês. Também é possível contratar um um funcionário com carteira assinada e tudo mais. Para saber mais é só clicar aqui que tem tudo explicado.

Eu vejo o MEI como uma ótima forma de começar. Além de você oficializar o seu trabalho, você também estará pagando seu INSS. E depois quando as coisas começarem a crescer e seu faturamento aumentar, você pode consultar junto ao seu contador qual é a melhor categoria para você.

Trabalho 24 horas por dia

Aqui vai uma verdade: quem tem o seu próprio negócio é viciado em trabalhar. Bom, pelo menos comigo e com as pessoas que eu conheço é assim até hoje.

O que acontece quando você começa a trabalhar por conta própria é que você começa experimentar uma nova sensação. Não importa o quando você trabalhar e dar duro, é seu, é pra você. Então quando a gente começa a lidar com a realidade empreendedora, percebemos que o sucesso das coisas dependem mais de nós do que imaginamos, e isso também significa também muuuuito trabalho.

Antes, eu trabalhava todos os dias de 8h as 18h. Hoje eu trabalho 24 horas por dia! E é sério. A gente pensa no nosso negócio seja feriado, final de semana, na hora de dormir…

E esse é um problema para pessoas que amam muito o que fazem (tipo eu). Trabalhar nunca vai ser um sacrifício. Na verdade você até sacrifica outras coisas para trabalhar. Parece loucura, mas é verdade. Mas com o tempo a gente vai aprendendo a dosar e ser menos workaholic.

Algo que você tem que ter em mente é que uma empresa é como um filho. Ela precisará de atenção, cuidados e você pensará nela 24 horas por dia.

Colocando a mão na massa

Bom, depois de tanto planejar chega a hora de você partir para a ação. Seja qual for o seu tipo de negócio comece gerenciando e organizando cada etapa do trabalho. Não vá empurrando as coisas com a barriga, pois é o seu negócio que está em jogo. E isso conta mais ainda se você tiver funcionários. Você é o referencial para eles. Você noção disso? E se você tem em mente um modelo de negócio parecido com o meu, que lhe permita trabalhar em casa, é preciso ainda mais cuidado.

Trabalhar em casa é maravilhoso, mas também pode ser estressante. Se você não tiver uma rotina de trabalho bem definida você pode se enrolar. E isso foi algo que eu aprendi com o tempo.

No começo aparecia um milhão de coisas para fazer antes de sentar na frente do computador e trabalhar. E isso é algo comum quando você está em casa. É uma pausa para o lanche, o sofá que parece gritar o seu nome e nos dias de chuva então? Vish, é preciso foco minha gente.

Depois de um tempo vi que estava perdendo muito tempo  e comecei a ser mais rígida comigo mesmo. Funcionou! Até porque antes eu tinha uma rotina estabelecida e agora que era a minha empresa não? Nem pensar.

——-  ❤  ——–

E essas são algumas das minhas dicas e pontos de vista sobre empreender. Espero que vocês tenham gostado 😀

Você também pode gostar

30 Comentários

  • Resposta
    Bia Lopes
    12/01/2015 em 21:36

    Adorei os dois post’s!
    Eu sempre gostei muito dessa coisa de empreender, desde novinha quando brincava de vender minhas pulseiras e tudo o mais.
    E hoje, eu tenho procurado cada vez mais saber e empreender em algo! E gostei de ver a sua visão!
    Beijossssss!

  • Resposta
    Scarllett Lins
    27/11/2014 em 03:07

    Estou concluindo em Janeiro o ensino médio junto com o curso técnico em florestas num dos Campi do IF Baiano. Sempre gostei muito de paisagismo, topografia e matemática♥ , o que me fez entrar no curso. Moro com meus pais em uma cidade longe de minha cidade natal, mas volto pra lá em Fevereiro pra cursar Arquitetura numa Universidade. Parecem áreas distintas, mas a área Florestal abrange tantas outras que fica difícil acreditar que hoje em dia um profissional da área fique sem emprego, até porque a oferta de vagas é alta demais pra o número de formandos. Pretendo morar com meus avós porque tenho noção de que vou passar mais cinco anos longe e que vovó pode parar de trabalhar a qualquer momento por doença, sendo que nenhum filho nem neto dela fica por perto e meu avô não pode dar conta de mil coisas de uma vez só. Como o curso de arquitetura é um período só (diferente do curso que faço, que é integral), estou pensando seriamente na possibilidade de montar um Horto lá. Eu faria projetos paisagísticos, venderia o projeto, as plantas e a mão de obra. Não contei pra ninguém ainda porque não sei bem por onde eu começo. Já pesquisei sobre outras empresas de mesmo objetivo e o resultado sempre é o mesmo: há uma procura grande pelo serviço, poucas empresas pra ofertá-lo, e por causa disso os preços são abusivos. Meu diferencial é ter formação na área e ter conhecimento diversificado por ter repartido o estágio em alguns Hortos para conhecer melhor o funcionamento deles. Daí me veio a dúvida: como competir com empresas que já tem tradição e nome?

  • Resposta
    Sara Martins
    07/11/2014 em 21:25

    Oi Fran, tudo bem? Já tem um tempinho que não passo por aqui né? Mas enfim, vim deixar meu comentário!
    Eu também trabalho por conta própria! Tenho uma lojinha online onde vendo cosméticos em geral. Até então ainda não está legalizado pq trabalho com importação, mas quero oficializar tudo! Desanimei de blogar, juro! Pago hospedagem, domínio e um bocado de coisa mas desanimei mesmo… Não sei porque… Acho que foi por conta da minha vida que deu uma guinada danada! Eu estou pra formar em Biologia na UFMG, mas vi que esse trem não é pra mim. Comecei a fazer um curso de programação de videogame e confesso que AMO! Mas aqui em MG a área é bem pequena.. Fico muito em cima do muro e o que tem aguentado o tranco são as minhas importações! Enfim, o resto eu conto qdo tiver outra oportunidade!
    Muito sucesso!

  • Resposta
    Barbara Cardoso
    31/10/2014 em 21:41

    Oi Fran, adoro o blog (Que ta lindo com o layout novo), vejo todos os dias e sempre aprendo algo novo com você. Gostaria de ver como é sua rotina, como você se organiza para trabalhar no blog, porque ter funcionários, quando você percebeu que precisava contratar pessoas?
    ~a curiosa~
    Eu tenho outras atividades e por isso nem sempre consigo me organizar com o blog.
    Beijos.

    • Resposta
      Franciele
      01/11/2014 em 02:20

      Oi Barbara, então, eu vi que precisava de mais gente quando eu realmente n estava mais conseguindo dar conta de tudo, sabe? Depois de um tempo quando as coisas crescem é preciso expandir 😀
      Bjs e fico feliz que vc gostou do layout!
      Bjokas

  • Resposta
    Sil Caetano
    28/10/2014 em 11:18

    Foi esclarecedor e muito motivador para o meu sonho de ter o meu próprio negócio, muito obrigada pelas dicas Fran <3

  • Resposta
    Ana Letícia Lima
    26/10/2014 em 01:40

    Oi Fran!
    Essa é a primeira vez que visito seu blog, conheci através do Bloglovin. Essa postagem (e a primeira parte dela) me inspiraram bastante! Eu simplesmente não consigo mais trabalhar com o que não gosto, e inclusive desenvolvi doenças emocionais por conta disso. Há mais ou menos 6 meses resolvi abrir minha loja online de camisetas, e mesmo sem me dedicar consegui ver alguns resultados. Obrigada por compartilhar sua experiência conosco! Com certeza isso me deu um gás pra continuar =)

    Beijos e boa sorte com tudo que ainda vem pela frente!

  • Resposta
    Ana Franchetto
    23/10/2014 em 17:26

    Adorei tudo. Eu trabalho em um escritório e estou começando a vender lingerie depois do expediente. Ainda estou meio perdida, sem saber o que e como fazer, mas estou indo devagar e com essas dicas, minhas idéias se iluminaram. Obrigada! Beijos

  • Resposta
    Hannah Kathre
    22/10/2014 em 01:03

    Fran muito obrigada por conpartilhar a sua hitoria, é muito bom saber que nada vem tao facil. Algumas duvidas que eu tinha consegui tirar com seu Post.
    Parabens pelo seu trabalho!

  • Resposta
    rayssa de souza
    21/10/2014 em 18:39

    Olá Fran amo muito seu blog, apesar de ter 15 anos, gostei do post ele é muito explicativo e incentivo para todos nos, amei a serie apesar de não ter comentado no outro post, mais eu li e amei.

    Flor posso te pedir uma coisa?
    da uma pequena passada no meu blog. sexta-feira vai ter um post sobre você lá.

    beijinhos, estou orando por você e te aguardo lá no meu cantinho tambem

  • Resposta
    Camila
    21/10/2014 em 17:39

    Oi Fran! Estou adorando as dicas!!

  • Resposta
    Letícia Ohanna
    21/10/2014 em 13:27

    Adorando essa série de posts!!

  • Resposta
    Camila
    21/10/2014 em 03:55

    Oi Fran, estou amando seus posts sobre abrir um negócio, estou bem no início (mas bem no início mesmo) dessa transição pessoa física > pessoa jurídica e estou pesquisando tudo sobre o assunto, adorei a sua história e quero continuar lendo!
    Beijos.

  • Resposta
    Sarah
    20/10/2014 em 23:59

    Nossa Fran! Amei o post! Precisava tanto disso… Nós que estamos começando muitas vezes nos sentimos tão perdidas. Acredito que tenha sido algo muito útil pra muita gente. Tenho meu blog hoje por um motivo especial escrever me faz muito bem. Se um dia conseguir esses resultados ficarei muito feliz. Parabéns pelo seu trabalho! Beijos!

  • Resposta
    Ana Yuan
    20/10/2014 em 21:37

    Essas dicas são ótimas e estão me fazendo refletir bastante viu, thanks, bjs
    http://www.antestardedoquenunca1.blogspot.com

  • Resposta
    siusley
    20/10/2014 em 19:25

    Oi Fram,

    Confesso que você tem me inspirado bastante.

    Sempre gostei de escrever. Tenho o blog desde 2009. Agora estou voltando com as atividades com ele… e quem sabe um dia não me gere receitas suficientes né??! rsrs ainda não da para viver dele.. mas meu público tem aumentado bastante, porque busquei me aprimorar! Amo seu blog e sou sua fã *-* Estou quase morando sozinha e não vejo a hora disso acontecer. Ae venho contar minhas experiencias.

    Aqui meu blog: http://comu-spaceteens.blogspot.com.br/

  • Resposta
    Jéssica
    20/10/2014 em 19:03

    Muito legal, Fran! Acho super certo ir em busca dos sonhos e não deixar o medo do incerto ficar no seu caminho, mas com certeza é importante planejar bem e saber direitinho o que está fazendo! Gostei das dicas 😀

    Bjss!

    http://www.estrelaminha.com/

  • Resposta
    Barbara
    20/10/2014 em 17:26

    Amei a parte 1 e definivamente a parte 2, não sabia que um blog dava tudo trabalho: “tem contadora, paga impostos, trabalha com contrato, emite nota fiscal e etc”. Pensando agora, vejo o quanto isso era óbvio! Estou começando meu blog e vou seguir seus conselhos, vi seu vídeo que esta no FAQ!

    Hoje faz 1 mês que criei o blog, eu realmente espero que meu blog faça sucesso que nem você! 😀

    Beijos, Love is Colorful

  • Resposta
    Luana
    20/10/2014 em 17:18

    Muito legal gostei eu quero que meu blog vire uma empresa mas não sei nem como começar para conseguir clientes:/
    Bjs
    http://meninadivadamodaoficial.blogspot.com.br/

  • Resposta
    cristiane
    20/10/2014 em 17:10

    Olá Franciele…. Seu post me incentivou ainda mais a prosseguir com o meu blog. Tenho ele faz algum tempo somente agora resolvi dar um up e torna-lo rentável. Confesso que a insegurança está sempre batendo na porta, mas preciso trabalhar e além de precisar empreender… rs bjs

  • Resposta
    Rayane
    20/10/2014 em 15:42

    Adorei, Fran. Essas dicas são valiosas, estão me ajudando bastante. Você é ótima. Beijão!

  • Resposta
    Janny
    20/10/2014 em 14:57

    Oie Fran,
    Nossa estou amando essas dicas, estou no mesmo dilema que você quando estava trabalhando, eu sempre pensei e penso em ter algo meu,mas o medo com as contas é o que me deixa de cabelo em pé rsrs…Eu trabalho em uma empresa a 10 anos,ganho até bem,para uma pessoa que nem faculdade tem,é uma área bacana,sou projetista (móveis planejados) mas não gosto do que faço sabe , é muito estressante , vivo sempre muito nervosa, agora percebi que quando me estresso com cliente ou a chefia,começo a me coçar toda ,eu sei que já estou no meu limite,mas me pergunto sempre, o que fazer sabe ? Esse ano eu farei 30 anos,e tenho medo de ir deixando passar o tempo e eu ficando aqui.Bom estou te contando isso ,porque vejo que você é uma pessoa muito banca e muito positiva,caso tenha uma ideia me ajude rsrs…Um grande beijo flor…Que Deus te abençoe sempre. 🙂

  • Resposta
    Keith Helena
    20/10/2014 em 14:37

    Fran, muito bom,

    Estou passando por isso, e é em relação ao blog também, a intenção realmente não foi querer ganhar algo em cima dele. Porém conseguimos enxergar que há um fruto crescendo e que tem sim beneficiado aos outros e a mim também. Gosto muito das suas dicas e da maneira que você organiza as coisas. Aliás, preciso fazer meu caderninho URGENTE!

  • Resposta
    Bianca
    20/10/2014 em 14:23

    Ótimas dicas Fran! Abrir seu próprio negócio não é facil, é um desafio e tanto! Mas vale a pena, e ver seu negócio crescer é a melhor sensação que existe! Antes de qualquer coisa, é preciso planejamento, sem planejamento, fica praticamente impossível!
    Beijos,
    http://mundocoloridodebia.com/

  • Resposta
    Rose Soares
    20/10/2014 em 14:15

    Oi Fran, boa tarde flor. Estou acompanhando tudo amada, li a primeira parte e agora a segunda, estou adorando que esteja compartilhando isso conosco, pois quero que meu negocio cresça também CLARO, e esta sendo de boa ajuda suas dicas. Queria saber, quantas partes vai ter esse episódio? Gostaria de saber de todos os passos, não sei se você vai explicar do inicio o que eu acho meio difícil, a maioria das blogueiras não contam nada e ficam só nessa de que é tudo difícil, é isso é aquilo mais o ponto G do negocio ninguém fala, estou falando isso porque tem imã ai que fez isso comigo. Tipo agente que esta começando quer ao menos umas diquinhas uns truques sabe? Não precisa revelar tudo se não quiser, mais o que custa falar como e por onde começar, como fazer e os próximos passos agente vai descobrindo sabe! Mais muitas ficam assim fala fala e fala e na verdade não fala nada. Eu espero que nesses posts você traga algo que realmente nos motive a continuar com o nosso negocio, na verdade a ensinar como fazer e dar continuidade com ele, pois o que li ate agora foram um pouco da sua experiencia, esperamos que chegue nos finalmentes hehehe eu torço muito po isso, pois também quero trabalhar no que é meu 24, 25 horas por dia, mais quero aprender como tudo se faz. Desculpe o tamanho do comentário aqui hehehe, mais me peguei escrevendo, escrevendo e foi tudo isso hehe. Beijos gatona lhe adoro, e espero que me responda, pois tem um tempinho que ti deixei comentário e não vi resposta. Beijocas amada. Boa semana pra você.

  • Resposta
    Luciana Bastos
    20/10/2014 em 13:59

    Fran,adoro muito o teu blog. Parece que os posts são feitos para o meu dia a dia. Hoje por exemplo acabei de fazer o MEI. E vou começar a trabalhar em casa. Então esse post foi bem importante. Sempre fui organizada, mas trabalhar em casa é tentador pra se dispersar com facilidade. Espero que tudo se encaminhe bem.

    Enfim,espero que continue assim,dedicada ao teu trabalho e nos ajudando no dia a dia.
    😉

  • Resposta
    Camila Peniche
    20/10/2014 em 13:44

    Oi Fran,

    Adoro seu blog e adoro suas dicas também =)

  • Resposta
    Morando Sozinha » Blog Archive Abrindo seu próprio negócio
    20/10/2014 em 13:23

    […] > Leia a parte 2, clique aqui. […]

  • Deixe uma resposta