4 Em -

COMO EXPLICAR A QUÍMICA DOS CASAIS?

(Imagem: Melina)
 
Um tempo atrás li uma matéria na revista Gloss que explicava como a ciência decifrou o tal mistério da química entre os casais. Eu particularmente achei incrível a descoberta de que cheiros, tom da voz e altura, influenciam (e muito) na química de um casal.
 
Todo mundo já ouviu falar que quando nos apaixonamos, somos capazes de perder o sono e até a fome! De acordo com a ciência tudo é culpa da Endorfina, substância responsável pela sensação de felicidade. Quando nos apaixonamos, a quantidade de endorfina aumenta e ai sentimos todos aqueles famosos sintomas de apaixonado.
 
É engraçado saber que uma substância química é responsável por nos proporcionar uma sensação tão maravilhosa, que é a de estar apaixonado. Acho que isso demonstra como a paixão e os romances são necessários para a sobrevivência humana. Mas de uma certa maneira, se apaixonar nem é tão simples assim. Você pode conhecer um garoto gente boa, bonito, mas se algo nele te incomodar, nenhuma outra qualidade será suficiente para te convencer a ficar com ele. Paixão é uma coisa complicada, pois depende de gestos, assuntos e características de um outro ser que vão te atrair. 
 
E quando finalmente encontramos uma pessoa que bate total com a gente, queremos que a aquela paixão dure para sempre. E pode durar, só que com o tempo acabamos caindo na tal rotina que acaba deixando todo esse romantismo de lado. Temos que entender que quando ouvimos de alguém um “eu te amo”, não quer dizer que um contrato foi assinado, isso quer dizer que NAQUELE momento o sentimento foi esse. O que acontece com muitos casais é que com o tempo de relacionamento as coisas vão esfriando até o momento em que a indiferença toma conta dos dois e ai já era… Acontece todas aquelas confusões que todas nós já estamos cansadas de saber.
 
É impossível explicar como funciona a paixão, pois mesmo existindo a tal da química e o casal se amar muito, os relacionamentos ainda estão sujeitos a acabar. Fiquei me perguntando porque as coisas tem que ser assim e cheguei a uma conclusão: as pessoas não se compreendem, não se respeitam e não se perdoam. E no final o que resta são dois corações partidos sem motivo algum.
 
Estou cansada de ver histórias (inclusive de amigas) que já saíram de relacionamentos que tinham tudo pra dar certo. Os motivos sempre são os mesmos. Os dois nunca querem dar o braço a torcer e conversar sobre os problemas. Ai tudo fica mal, os dois se separam e aquele romance que tinha tudo pra dar certo, se perde ao meio de problemas bobos e falta  de uma conversa aberta.
 
Não sou conselheira amorosa de ninguém e nem quero ficar dando pitaco em relacionamento alheio. Mas to farta de ver gente se lamentando por ter terminado ou pelo relacionamento não ter dado certo. E o que mais me revolta é que ta na cara que os dois se amam! Esse recado é pra você que se identifica: não deixe ir embora quem mais importa pra você nessa vida. Brigou por causa de algo bobo? Converse! Descobriu algo que você não sabia? Converse! E se for pra ser vai ser… Se não? A vida continua e muita coisa boa ainda vai acontecer.

Você também pode gostar

4 Comentários

  • Resposta
    Rafaela Ribeiro
    08/06/2012 em 06:20

    Assino embaixo, Fran 🙂
    Relacionamento só funciona e dura com diálogo, é <3

  • Resposta
    BuTTeRfLy
    06/06/2012 em 01:59

    Adorei o post, e concordo com vc, vários relacionamentos terminam por falta de dialogo, por isso eu e meu amore tentamos resolver tudo o que está incomodando no momento.
    beijinhos

  • Resposta
    Letícia
    05/06/2012 em 22:12

    Cuurti muito,realmente os problemas vão se acumulando com a falta de diálogo e quando a gente vê,já virou uma enorme bola de neve que acaba atrapalhando o que a gente realmente quer!

    Qual foi a edição da Gloss que vc leu a matéria?

  • Resposta
    Caiane Frauches
    05/06/2012 em 17:37

    Adorei. Sobre isso de com o tempo o relacionamento ir esfriando, é a mais pura realidade. Estou namorando há quase dois anos (e a distância) e isso é um problema. As coisas não são mais as mesmas, mas quando isso começou a ser visível, conversamos com muita sinceridade e decidimos mudar nossa rotina, nossos programas e várias outras coisas. Deu super certo e continuamos muito bem.

    Acho que o diálogo tem que vir em primeiro lugar 🙂

  • Deixe uma resposta