9 Em Carreira

Decidindo o que fazer da vida: carreira

Tenho reparado que muita gente está perdida sobre o que fazer na vida, principalmente quando falamos de carreira. Afinal, sempre recebo pedidos para falar sobre o assunto por aqui no blog.

Sabe quando alguém te pergunta: “E aí, onde você acha que a sua vida vai estar daqui há 5 a 10 anos? Quais são seus planos?”. E você só consegue ficar com aquela cara de parede, pois mal sabe o que quer fazer da sua vida…

Se isso já aconteceu, toca aqui, você não está sozinha!

Decidindo o que fazer da vida - CARREIRA

1 | Não existe só um caminho


Conheço algumas pessoas que se formaram em uma determinada profissão, que trocaram de rumo e são infinitamente mais felizes.

A verdade é que mudamos com o tempo. E é por isso que não adianta dizer que só existe um caminho para você, pois existem vários (e essa é a graça da vida).

Decidindo o que fazer da vida - CARREIRA 2 | Dê um passo de cada vez


Fico pensando em todas as coisas que aconteceram comigo nos últimos 5 anos. E honestamente, se eu fosse pensar no meu objetivo final, eu ficaria com medo. Além de me sentiria ansiosa e sobrecarregada.

Com certeza minha mente tentaria me sabotar e eu pensaria coisas como: “Ah, imagina! Eu nunca vou conseguir crescer a minha empresa em 300% ou vou ser capaz de aprender inglês um dia”.

Com certeza alguma vez você já teve que lidar com essa voz também. Ela sempre tenta te parar diante de grandes decisões: “Ah, mas você não é capaz. Isso aí nem é pra você!”.


Você também pode gostar:


Mas vem cá, e se eu me comprometesse em ir à aula de inglês 2x na semana ou me dedicar à projetos profissionais que me deixassem empolgada?

Foi o que eu fiz! E foram esses pequenos passos que me trouxeram onde cheguei.

Muitas vezes, subestimamos o poder dos pequenos passos. Você pode achar que fazer a inscrição naquele curso que você tanto quer não é nada, quando na verdade, já é o primeiro passo. E lá na frente pode ser o resultado de algo incrível!

 

3 | Você está neste planeta para contribuir


Com certeza você tem um dom e uma contribuição única para este mundo.

A escolha da sua carreira não só tem a ver com quanto dinheiro ou sucesso você terá, mas também com o impacto que o seu trabalho terá na vida das pessoas.

Eu falo mais sobre isso no vídeo logo abaixo:

Quando nós deixamos de focar em nós mesmas e nos preocupamos em servir as pessoas em primeiro lugar, é impressionante como o sucesso e o dinheiro acontecem da forma mais natural possível.

É um clichê, mas quando você deixa se preocupar com quanto você irá ganhar e foca em quanto você pode contribuir, o dinheiro começa a aparecer mais rápido do que você imagina.

 

4 | A vida não é uma receita de bolo


Você já ouviu falar na Marie Forleo? Ela é uma empreendedora americana super bem sucedida.

Ela também tem um personalidade incrível e é uma daquelas mulheres que dá vontade ser igualzinha quando crescer.

Ouvindo uma entrevista, ela disse que o seu negócio demorou alguns anos para prosperar (hoje ela é multimilionária). Ela disse que sabia que o negócio não ia dar certo de início, pois ele precisava de um tempo para amadurecer (como toda empresa) e as pessoas precisavam conhecê-la.

Decidindo o que fazer da vida - CARREIRA Imagem: reprodução

Ao invés de largar tudo e cair de cabeça no projeto da empresa, ela preferiu trabalhar como garçonete e ir construindo o negócio nas horas vagas. Afinal, ela tinha contas para pagar e não queria depender de um salário incerto (proveniente da empresa que ainda estava começando).

Achei interessante ouvir isso, pois muitas pessoas criam conceitos nas suas cabeças que nem sempre são verdade.

Não é porque aquela sua prima passou em um concurso público está ganhando 50 mil por mês que este também é o caminho para você. Não é porque seus pais acham que a carreira de juíza traz prestígio e segurança financeira, que este também será o caminho para você. E já que citei o exemplo da empresa, não é porque você vê histórias de um monte de gente que abriu uma empresa e hoje fatura milhões que com você também será assim.

Eu vejo a vida como um bolo, onde você vai acrescentando os ingredientes que você mais gosta.

Você tem que ser seletiva e escolher seus próprios ingredientes, não deixar que as outras pessoas façam isso por você.

 

Eu sempre falo muito sobre isso na #GIRLGANG, que é o meu conteúdo exclusivo por e-mail. Você já faz parte? Clique aqui para participar!

 


Agora que você leu tudo isso, eu gostaria que você tomasse uma decisão de fazer algo novo na sua vida.

Às vezes você está presa em um caminho que não é para você e não está se sentindo realizada com a sua vida profissional.

Lembre-se: a nossa vida é o resultado das nossas ações, é por isso que sair da zona de conforto e se arriscar é tão importante. Mesmo as pequenas atitudes podem te levar mais longe do que você imagina.

 

Receba os conteúdos exclusivos
do Morando Sozinha no seu e-mail

Prometemos manter seu e-mail seguro, odiamos spam.

Você também pode gostar

9 Comentários

  • Resposta
    Assunção Bianca
    05/12/2017 em 11:13

    Porém Fran, temos que colocar na balança, as consequências das nossas escolhas, que refletirão na nossa vida por anos. Às vezes as pessoas escolhem o caminho mais fácil, e por ele não terá os resultados que sempre sonhou. Acredito sim, que devemos escolher nosso caminho, e não somente por se sentir desmotivada, teremos a opção de desistir, ou pensar que estamos infelizes na nossa carreira ou mesmo na vida pessoa. Há pedras no caminho, e só sabemos que erramos ou acertamos, quando vemos a “obra” terminada. Essa a vida adulta, acredito!

  • Resposta
    Luciane
    27/11/2017 em 15:26

    Estou vivendo exatamente isso. Trabalhei por 17 anos na área administrativa e sem férias e o que ganhei com isso foi uma exaustão gigantesca e de quebra ansiedade e depressão.
    Hoje estou desempregada pela primeira vez na vida e estou muito indecisa sobre o que fazer da minha vida…quero começar uma carreira nova, ter meu próprio negócio, mas ainda fico com medo e indecisa sobre qual caminho seguir.

  • Resposta
    Bruna
    22/11/2017 em 11:53

    Isso foi exatamente o que me fez ter a ideia de mudar a minha vida. Estou há 3 anos morando na Alemanha e aqui fiz várias coisas e estava estudando pedagogia. O curso era bacana, mas depois no início do 3º semestre eu vi que isso não era mais o que eu queria, mas o que me “forçavam” a fazer para permanecer com o visto. Foi uma das mudanças mais difíceis que eu tive coragem de tomar, mas ver meu leque de novas oportunidades me faz ver que isso valeu a pena.
    Sucesso é algo muito subjetivo, mas fico feliz de agora estar indo em direção do caminho certo.
    Adorei o post, parabéns!
    Abraço

  • Resposta
    Thalita
    20/11/2017 em 15:12

    Nossa Fran que demais! Era tudo que eu precisava ouvir, estou muito confusa com o caminho profissional que quero para mim, pois estou saindo da faculdade agora e parece que uma nova vida está prestes a começar e bate um medo, confesso. Mas é por isso que gosto sempre de vir no seu blog, sinto que fui amadurecendo contigo e te considero quase a minha irmã mais velha, rsrsrsrs, Beijos

  • Resposta
    Vanessa Daniel
    20/11/2017 em 09:33

    Aquele tipo de post que você vai vir ler mais 10 mil vezes para não esquecer nadinha, kkkk. AMEI!

  • Resposta
    Gabi
    19/11/2017 em 23:47

    Adorei, você falou muitas coisas que estou vivendo nesse momento.

    • Resposta
      Franciele
      20/11/2017 em 18:18

      Fico feliz que foi útil para você, Gabi!
      Mil beijos

    Deixe uma resposta