14 Em Estudos/ Leitura

O poder do hábito – Charles Duhigg

O poder do hábito - 01

Sabe quando fica ansiosa para ler um livro e tem fé que o conteúdo dele pode mudar a sua vida? Foi exatamente isso que aconteceu quando vi o livro “O Poder do Hábito” pela primeira vez.

Para vocês conhecerem um pouco do livro, ele é dividido em três partes: Os hábitos dos indivíduos, Os hábitos das organizações bem-sucedidas e Os hábitos de sociedades.

A primeira parte é sobre “Os hábitos dos indivíduos” e fala sobre como funcionam os hábitos, porque fazemos determinadas coisas automaticamente e como também podemos mudar maus hábitos. Tudo isso é contado através de histórias e estudos feitos em relação ao comportamento.

A segunda parte é sobre “Os hábitos das organizações bem-sucedidas“. Nessa parte o autor conta diversas curiosidades sobre como grandes empresas conseguiram aumentar em grande número suas vendas apenas estudando o comportamento de compra das pessoas.

E a terceira e última parte, “Os hábitos das sociedades” mostra como hábitos do nosso cotidiano podem influenciar na nossa vida e na nossa família.

Como disse no começo do texto, estava bem animada para ler esse livro. No entanto, ele não seguiu o caminho que eu esperava.

O livro conta histórias de casos reais e depois mostra estudos feitos através da observação dos mesmos. Porém, achei que isso deixou o livro muito cansativo. Muitas histórias são contadas de formas repetidas, e isso me desanimou um pouco. De qualquer forma, prossegui com a leitura na expectativa de ser apenas uma “parte teórica inicial”, mas me enganei. Ele é todo teórico e com muitas histórias que dão voltas e mais voltas para acabar dizendo a mesma coisa.

O poder do hábito - 02

Claro que aprendi algumas coisas interessantes. Você sabia que o gosto refrescante da pasta de dente não é o que de fato limpa os dentes? Isso foi usado como estratégia de marketing, pois os ingredientes que causam essa sensação de frescor foram incluídos na fórmula para que as pessoas sentissem a necessidade de escovar os dentes e ter como recompensa o frescor da limpeza, já que escovar os dentes não era um hábito há anos atrás.

Trechos interessantes:

“Se você quer começar a correr toda manhã, é essencial que escolha uma deixa simples (como sempre amarrar os cadarços do tênis antes do café da manhã, ou deixar suas roupas de corrida ao lado da cama) e uma recompensa clara (como uma guloseima ao longo do dia, um senso de realização ao registrar quantos quilômetros você correu, ou a dose de endorfina que uma corrida proporciona).” p.68

“Os hábitos angulares dizem que o sucesso não depende de acertar cada mínimo detalhe, mas, em vez disso, baseia-se em identificar umas poucas prioridades centrais e transformá-las em poderosas alavancas.” p.116

“Pequenas vitórias alimentam mudanças transformadoras, elevando vantagens minúsculas a padrões que convencem as pessoas de que conquistas maiores estão dentro do seu alcance.” p.128

Outra informação interessante nesse livro, é sobre o Loop do hábito. Após vários estudos, o autor conseguiu identificar como os hábitos funcionam na nossa vida, que basicamente é composto de uma Deixa (um estímulo mandado ao cérebro para que o hábito seja usado), Rotina (a maneira como executamos) e a Recompensa (a sensação que estimula o cérebro a repetir o hábito).

O poder do hábito - Charles Duhigg1

Para quem ainda não leu o livro pode parecer um pouco abstrato, mas quando você acompanha o raciocínio do autor, faz total sentido e você começa a entender melhor os seus próprios hábitos.

O poder do hábito - 03

A minha opinião sobre esse livro é que, não é uma leitura tão leve. Há momentos que ele me cansou e tive vontade de desistir. Por outro lado, ele traz muitas informações interessantes que te fazem analisar melhor a sua rotina e repensar os seus hábitos.


Informações adicionais:

Editora: Objetiva | 407 páginas

Compre o livro: clique aqui.

Receba os conteúdos exclusivos
do Morando Sozinha no seu e-mail

Prometemos manter seu e-mail seguro, odiamos spam.

Você também pode gostar

14 Comentários

  • Resposta
    Joanna
    11/05/2016 em 14:28

    Olá! ! Sua postagem ajudou muito! Foi precisa e tem o que eu tava procurando. Não pare não! Bjos

  • Resposta
    Linkagem de domingo {65}
    24/01/2016 em 18:05

    […] Resenha da Fran sobre o livro “O poder do hábito” […]

  • Resposta
    Vivian
    28/09/2015 em 18:11

    Fran, peguei esse livro na mão na sexta-feira, na livraria, e quase trouxe para casa. Só não trouxe pois tinha certeza de que pela internet compraria mais barato…kkk… E dito e feito! Hoje encomendei o meu, não vejo a hora dele chegar! Atualmente tô lendo “Criando o trabalho que você ama”, do Rick Jarow, você já leu? É bem legal, e chegou em minhas mãos em ótima hora, para me salvar nesse momento de dúvidas profissionais…rs

    Beijo!

    • Resposta
      Franciele
      30/09/2015 em 16:04

      Oi Vivian, que legal! Espero muuuito que você goste e depois quero saber o que você achou heim?

      Amei o título do livro que vc me indicou, não conheço, mas fiquei curiosa para ler 😀
      Bjokas

  • Resposta
    Deborah
    28/09/2015 em 06:56

    Seu blog é muito legal, mas principalmente lindo! Que layout mais fofo! Quanto ao livro, eu AMOOOO esse livro. Ele mudou minha vida. Eu tinha uma ideia meio fixa, meio Síndrome de Gabriela ( eu nasci assim…) que as pessoas eram o que elas eram e que ninguém mudava muuito e que pessoas que mudavam radicalmente de vida eram exceções com cérebros diferentes ou personalidades obsessivas. hahahaha
    Aí eu aprendi que é questão de hábito e que hábitos podem ser intencionalmente modificados e testei a teoria. Para quem acordou a vida inteira às 10 da manhã e reprovou por falta em matérias na faculdade porque “não conseguia” acordar cedo, ter acordado às 5:30 voluntariamente e sem muito esforço é algo kinda cool.

  • Resposta
    Linkagem de domingo {65} | Vida Organizada - Thais Godinho
    28/09/2015 em 01:43

    […] Resenha da Fran sobre o livro “O poder do hábito” […]

  • Resposta
    Ana Yuan
    23/09/2015 em 11:52

    Confesso que já olhei varias vezes na livraria e quase comprei,,rsss pelo titulo bem atrativo, mas é bom saber que ele segue uma linha mais teórica, também pelo titulo qchei que fosse uma coisa mais prática, leve e direta, valeu a dica viu bjs
    http://www.antestardedoquenunca1.blogspot.com

  • Resposta
    Adriana Moreira
    22/09/2015 em 18:34

    Oi, Fran!

    Eu comprei este livro e estou ansiosa demais para começar a ler. No momento, estou lendo outro livro, chamado Jardim de Inverno, muito bom, outro estilo, claro! Mas, também estou ansiosa pelo livro que você postou, até pelos mesmos motivos… rsrsrs… espero que ele me ajude a mudar alguns hábitos e eliminar muitos outros que acho que me atrasam muito!

    Um abração,

    Drica.

  • Resposta
    Maki
    22/09/2015 em 14:55

    Eu confesso que comecei a ler esse livro porque vi muitas críticas boas, mas também fiquei um pouco cansada da narrativa. Porém, eu entendo que ela é meio que essencial para a compreensão da parte teórica, que não é tão simples assim de ler. Mas eu ainda tenho fé que vou conseguir terminar! Tem bastante coisa bacana aí no meio.

    • Resposta
      Franciele
      24/09/2015 em 09:11

      Maki, eu tbm acho muitas explicações essenciais, mas chega uma hora que passa do ponto, sabe? Não precisava flodar o livro kkkkk. Mas não me arrependo de ter lido, aprendi muita coisa 😀

  • Resposta
    Bru Santos
    22/09/2015 em 14:33

    Fran estou há um tempo querendo ler esse livro, mas ainda não consegui.
    E agora lendo sua resenha vou precisar de mais ânimo que antes, porque quando o livro não me prende muito eu quero logo desistir.

    Beijinhos 🙂
    Bru Santos ♥
    http://www.queseame.com

    • Resposta
      Franciele
      24/09/2015 em 09:13

      Bru, isso é complicado né? Pois muita meninas me falaram lá no instagram que gostaram do livro. Então vai da pessoa mesmo… Para saber se vc vai curtir tem que dá uma chance pra ele 🙂
      Beijos!

  • Resposta
    Bruna Diniz
    22/09/2015 em 11:58

    Esse livro é realmente muito bacana. Pena que não fui forte como você e acabei parando. hahaha Já me recomendaram continuar, mas acho ele tão maçante. 😛

  • Deixe uma resposta