14 Em -

Qual a sua vocação?

qual a sua vocação (Imagem: via)

Eu me lembro de ter feito essa pergunta para mim várias e várias vezes no ano de vestibular. Afinal, eu precisava escolher para qual área eu iria. E acabei optando pela engenharia de produção, já que na época estava me formando em um curso técnico que era nessa área.

Bom, se eu me arrependo da escolha? Obvio que não. Já estou indo para o 5º período do curso, que retomo ano que vem (tive que parar uns semestres por causa do trabalho e do meu livro) e não poderia estar mais feliz com a minha escolha.

De alguma forma eu me encontrei na engenharia de produção, mesmo que eu trabalhe com algo um pouco diferente como o blog. A meu ver  a engenharia cativa muito esse meu lado empreendedor, pois antes de ser blogueira, eu sou empresária e dona do meu próprio negócio. E essa é a minha vocação.

Eu acabei descobrindo o que eu gostaria de fazer para o resto da minha vida um pouco por acaso. Antes quando eu trabalhava em um lugar que eu não gostava tanto assim e eu achava aquilo normal, que talvez era comum as pessoas não gostarem tanto do que fazem. Mas eu estava errada.

Para o resto das nossas vidas e principalmente quando estamos no ensino médio, há uma cobrança gigantesca da sociedade para que você decida o que vai ser do seu futuro. Eu, por sorte, acabei optando por um curso que hoje tenho certeza que é o que eu quero para mim. Mas já vi muitas pessoas frustrarem logo nos primeiros anos de curso, pois perceberam que aquele não é o lugar dela.

Toda vez que eu fazia um teste vocacional as respostas se guiavam para a área de criatividade e empreendedorismo, mas eu sempre ignorei, pois eu já estava estudando para outra coisa e não ia largar tudo para dar ouvidos a um teste idiota. Hahaha, e vejam onde eu estou agora!

Por isso eu quero dizer a vocês para nunca ignorarem a vocação. Claro que todas nós queremos ter uma boa vida, um bom emprego, mas não se guie pela profissão que está bombando no momento ou pelo curso que está dando mais dinheiro. Mas pense também no que você nasceu para fazer e em qual lugar você se encaixa. Você até pode escolher uma profissão pelo status que ela representa, mas já pensou como seria levantar todos os dias para fazer uma coisa que você não ama? Tenho certeza que nenhum dinheiro compra isso… Bom, a não ser que seja 1 milhão por mês… HAHAHA

Você também pode gostar

14 Comentários

  • Resposta
    Majucyara
    16/02/2015 em 15:45

    Isso é tão legal, pensar no que fazer no futuro, se sentir realizada. Fico feliz que mesmo sendo jovem faz algo que gosta e te deixa feliz.
    Eu sou formada em administração e técnica em edificações e sempre procuro alinhar os dois conhecimentos para minhas decisões.
    Abraços,
    @majucyara

  • Resposta
    Bianca Evelyn
    01/11/2014 em 13:42

    Eu sou super a favor e incentivo todos os meus amigos que não escolheram uma área para seguir, que siga a área que se dá melhor, mesmo que não ganhe 10 mil reais por mês. Eu penso assim: de que adianta você fazer uma faculdade que dá dinheiro se você não gosta daquilo? Você vai trabalhar naquela área vários anos infeliz, apenas pelo dinheiro? Eu penso que não vale a pena. Quando você gosta, você dá o seu melhor e quando você dá o seu melhor as suas chances de ser reconhecido são muito maiores.
    Pra mim foi muito difícil escolher pois gosto de taaanta coisa e me dou bem em quase todas as coisas que gosto, mas escolhi a profissão contábil e eu tenho um blog onde posto sobre várias coisas que gosto ou seja, faço duas coisas que amo ♥

  • Resposta
    Camila
    29/10/2014 em 18:18

    Somos “forçados” a escolher muito cedo aquilo que queremos ser “para o resto das nossas vidas” e isso é muito assustador, principalmente quando a gente não sabe o que quer! Uma ótima dica que eu dou é buscar pensar nas suas preferências, o que você gosta de fazer e quais as suas habilidades sociais, juntando os dois dá pra começar a pensar que caminho seguir…Como a Fran falou no post, é importante também fazer o que você ama! Que vida chata deve ser a de quem faz algo que não gosta, hein?!

    Aproveito e deixo o convite para a Fran e suas leitoras a visitar o meu blog, novíssimo em folha, que veio para dividir com vocês a experiência de uma vida universitária.

    Beijos carinhosos,
    Camila.

  • Resposta
    Is
    29/10/2014 em 12:03

    Fran,nem sei como te agradecer pelo post. Eu estava precisando exatamente dessa levantada na auto estima . Eu já acompanho o MS faz um tempo , e eu amo o jeito desprendido que você fala da vida e também amo as coisas fofas que você mostra ahuahauhauhaua, além de amar como você se abre mostrando suas experiências e consequentemente ajuda pessoas como eu.Enfim, estou morando sozinha há pouco mais de dois meses ,e iniciei o curso de Eng.Sanitária e Ambiental. Eu estava naqueles dias em que bate aquela tristeza e aquela insegurança em relação a minha escolha,quando bate aquela saudade de casa e tudo o que você quer fazer é jogar tudo pro ar e voltar para lá.Eu te agradeço muito mesmo pelas palavras !você me deu uma nova perspectiva em relação ao que eu escolhi .Muito obrigada de novo por me fazer feliz .Um beijo!

  • Resposta
    Vanessa Maciel
    29/10/2014 em 12:03

    Estou no terceiro ano do ensino médio e a pressão tem sido grande, por parte da escola e da família. Eu já sei q amo música e por teimosia ainda fico pensando em fazer outra coisa, mas eu sei que nasci pra trabalhar com coisas ligadas a arte. Fiz muitos teste de vocação e o resultado é sempre o mesmo, e eu me sinto feliz estudando música.

  • Resposta
    Blog Dona Ingrid
    29/10/2014 em 11:59

    Difícil é quando você demorar para descobrir a sua vocação mesmo depois de ter cursado 4 anos de faculdade…

  • Resposta
    Bia
    29/10/2014 em 09:19

    Estou nesse dilema! Fiz Direito e sou advogada, mas estava descontente com a minha escolha já no fim do curso. Eu continuei na área porque passei na OAB e isso me deu uma motivada, mas agora com quase 02 anos de formada vejo que não é MESMO o que eu quero pra minha vida.
    Já tem um tempo que estou considerando entrar pra carreira pública ou fazer uma outra faculdade, ainda não decidi. Mas acho que é uma boa eu tentar fazer algum teste vocacional e ver se me encontro por ai.
    Sério, estava precisando deste post Fran! Obrigada!

  • Resposta
    Joyce
    29/10/2014 em 02:49

    Olá,
    Muito legal o seu post. Terminei o ensino médio, e entrei na faculdade de Pedagogia em 2007, me formei em 2010. Minha vocação sempre foi música, que estudo desde 2003.
    Em 2013 passei no vestibular para música e a pesar de todas as dificuldades estou preenchendo a lacuna que está me faltando.

  • Resposta
    Camila
    28/10/2014 em 18:34

    Deve ser maravilhoso trabalhar com o que se gosta!

  • Resposta
    Vivi
    28/10/2014 em 15:39

    E quando os testes vocacionais apontam pra todas as áreas (menos exatas haha)? Espero que eu esteja escolhendo a coisa certa! Bom, se não estiver, qualquer coisa é só recomeçar… 😛 Beijo!

  • Resposta
    Barbara
    28/10/2014 em 15:36

    Parabéeens, eu adoro o seu blog e serve como inspiração para o meu, comecei a pouco tempo, e vi que em 6 meses o seu comecou a render algo!

    Me baseio, inspiro em você!

    Beijos, Love is Colorful

  • Resposta
    Ana Yuan
    28/10/2014 em 15:09

    Adorei o post, é bom as pessoas refletirem mesmo, pois é super importante. Devemos dar voz ao coração, bjs e boa semana
    http://www.antestardedoquenunca1.blogspot.com

  • Resposta
    Paola Alves
    28/10/2014 em 14:51

    Eu me achei na psicologia, por gostar de ajudar as pessoas, me interessas pela mente humana e o que leva as mesmas a tomarem certas atitudes. Mesmo assim vou pra aula todo dia me perguntando se é aquilo mesmo que eu quero, rola um medo de nada dar certo HAHAH mas, não tem o que fazer né! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  • Resposta
    Sil Caetano
    28/10/2014 em 13:30

    Disse tudo Fran…
    Inclusive seu blog tem sido como um norte para muitas áreas da minha vida.
    Obrigada linda 🙂

  • Deixe uma resposta